Conheça a Legends Football League, o futebol americano feminino

Conheça a Legends Football League, o futebol americano feminino

9 de janeiro de 2019 0 Por Papo de Macho

Todos nós aqui amamos futebol americano, porque é um esporte que tem emoção do primeiro ao último segundo em quase todos os jogos, jogadas épicas, pancadas mais épicas ainda. Realmente ver brutamontes se digladiando por uma bola oval é deveras (perdoem pela expressão bem “anos 50”) empolgante.

Mas aí eu te pergunto, nobre amigo, poderia existir outro esporte que nos prendesse em frente a TV, com a mesma ou até maior atenção que damos aos jogos da NFL? A resposta é: SIM, CLARO QUE EXISTE.

Pegue o futebol americano, troque as 22 jamantas que estão no campo por 14 mulheres, diminua o campo pela metade e a melhor parte, tire todo aquele uniforme pesado e sem graça e troque por uma pequena ombreira, um capacete parecido com o do hóquei e a melhor parte, ao invés de camisas e calças, lingeries. Parece sonho, mas não, estou falando da maravilhosa e empolgante Legends Football League (Lingerie Football League), sim, mulheres de lingerie jogando futebol americano.

A modalidade foi criada em 2009 por Mitch Mortaza, que se baseou no Lingerie Bowl, que é um evento transmitido em Pay-per-view de maneira simultânea ao halftime show (show do intervalo), do SuperBowl desde 2003. O jogo é disputado por dois times com sete jogadoras de cada lado. O campo tem 50 jardas, e diferente da NFL, não existe punts ou field goals. Cada time tem quatro tentativas para avançar as 10 jardas, caso não consiga a bola passa para o adversário. Os jogos da LFL são muito parecidos com os jogos de futebol americano de arena.

A formação ofensiva padrão traz 1 quarterback, 2 running backs, 1 center e 3 wide receivers. A formação defensiva padrão traz 2 defensive linewomen, 2 linebackers, 2 cornerbacks e 1 safety. Os nomes e cores das equipes são baseadas em franquias da NFL, atuais, ou antigas.





E quem pensa que a única atração do jogo são as belas garotas, se enganam. As partidas em si são bem interessantes, a rivalidade entre as atletas e até mesmo a qualidade técnica dos jogos chamam a atenção de quem assiste. Claro que se sua namorada/noiva/esposa pegar você assistindo a alguma partida da LFL, a desculpa: “amor estou assistindo pela qualidade técnica das jogadoras”, não vai colar, ai meu amigo, boa sorte. Têm também as brigas entre as atletas, mais comum do que na própria NFL, que levam a torcida ao delírio.