5 razões pelas quais trabalhar de noite pode ser mais produtivo

Quando se trata de dividir a produtividade entre corujas e pássaros – ou, em outras palavras, quem funciona melhor durante a noite e quem prefere trabalhar durante o dia, os estereótipos colocam os trabalhadores noturnos em grande desvantagem. Eles sempre foram vistos como escolhas precárias para os funcionários porque seus hábitos de vida noturna supostamente sufocam sua produtividade. Mas vários estudos recentes mostram que a realidade é outra.




Trabalhadores noturnos têm impulsos únicos de energia durante a noite

Você imagina que a energia que está à sua disposição durante um dia se esgota durante a noite, certo? Bom, errado, pelo menos quando se trata de pessoas que estão ativas durante a noite. De acordo com um estudo, “corujas”- ou trabalhadores que funcionam melhor durante a noite – têm um pico de energia que ocorre naturalmente na noite, e naquele momento, eles se sentem prontos para a ação.

É ruim para o seu padrão de sono, mas definitivamente excelente para a sua produtividade e isso é algo que as suas contrapartes crescentes não têm. Quem trabalha cedo gasta sua energia ao longo do dia e não têm a explosão de energia pela manhã depois de acordarem. Este fenômeno é estritamente atribuído a pessoas que costumam ter uma vida noturna ativa.

Trabalhadores noturnos alcançam o sucesso mais frequentemente

Muitos de vocês podem ser céticos sobre isso, mas se você examinar os fatos e começar a pesquisar origens de pessoas bem-sucedidas, você vai perceber que há muita verdade nesta afirmação. O atual presidente dos EUA, Barack Obama, admite que funciona melhor de noite, e a lista de pessoas bem-sucedidas que preferem trabalhar de noite tem vários outros grandes nomes da história, e vários estudos já apontaram essa relação.

Trabalhadores noturnos são levemente mais inteligentes

Claro, esta não é uma regra estrita e não deve ser tomada como um fato indiscutível, mas um estudo realizado na London School of Economics and Political Science parece indicar uma correlação firme entre QI maior e comportamento adaptativo com a predisposição genética de ser uma “coruja noturna”. Satoshi Kanazawa, um cientista evolucionário que conduziu esta pesquisa, classifica esse tipo de comportamento como o “romance evolutivo”, que é basicamente um desvio do comportamento mais comum de nossos antepassados.

Trabalhadores noturnos conseguem se concentrar em algo por mais tempo

Um estudo realizado por uma equipe conjunta de cientistas da Bélgica e da Suíça realizou um julgamento com 16 trabalhadores diurnos e 15 corujas noturnas na tentativa de comparar sua produtividade e concentração. Embora ambos os grupos tenham se comportado de forma semelhante no início, em algum lugar ao redor da marca de 10 horas no dia, os participantes que preferem trabalhar de manhã começaram a ficar para trás. Durante este estudo, a equipe usou ressonâncias magnéticas para monitorar as regiões do cérebro que são responsáveis ​​pela nossa capacidade de se concentrar e prestar atenção. A professora Christina Schmidt liderou esse experimento, mas o projeto completo incluiu uma grande equipe e foi publicado no jornal Science. Nossa capacidade de concentração tem muito a ver com a nossa produtividade e os fatos são realmente favoráveis para as corujinhas. Ainda assim, a depressão está três vezes mais presente nas corujas do que naqueles que trabalham durante o dia, de acordo com um estudo publicado em Psiquiatria e Neurociências Clínicas, o que pode ser atribuído a dois fatores: menos exposição à luz solar pode causar uma deficiência de vitamina D, o que pode levar à depressão. Isso é algo que você precisa ter em mente e ajustar sua dieta para compensar essa perda. Além disso, o fato é que estar acordado e ativo quando todos estão adormecidos faz a socialização um pouco difícil de acontecer, e esse isolamento também pode desencadear a depressão. Ainda assim, se você conseguir controlar esses dois fatores, você será muito mais eficaz do que pensou que poderia ser.

Trabalhadores noturnos têm uma rotina de sono mais flexível

No livro Sleepfaring: A Journey Through the Science of Sleep”, o professor Jon Horne explica que as pessoas que são corujas noturnas têm uma facilidade maior de ajustar o seu sono e dormir as 8 horas necessárias. A ideia de que trabalhar durante a noite é um hábito ruim é algo completamente errado, e as empresas, por exemplo, poderiam se beneficiar muito mais se entendessem os perfis dos seus funcionários e aplicassem uma rotina de acordo com essas características, afinal, cerca de um quarto da população mundial tem essa característica genética, de modo que as empresas e os especialistas precisam ter em mente o talento que eles podem estar descartando com base em preconceitos desatualizados. E aí, se animou com a ideia de ser uma coruja e funcionar melhor durante a noite?